Dom Carlos Alberto Etchandy Gimeno Navarro 10 anos de falecimento

 

Publicado por: SECOM

Dom Carlos abençoando

Na manhã do domingo dia 2 de fevereiro do ano 2003, falecia vítima de infarto agudo do miocárdio, o Arcebispo de Niterói, Dom Carlos Alberto Etchandy Gimeno Navarro, de 71 anos. Seu corpo foi transladado para a Catedral de São João Batista (Jardim São João, Centro da cidade), onde foi velado, por todos os fiéis, e após missa solene foi sepultado na capela do Santíssimo Sacramento da Catedral ficando até a data 30 de outubro, quando foi feita a exumação de seu corpo. Agora os restos mortais do Arcebispo ficarão na capela mortuária da catedral onde também ficarão os restos mortais dos Arcebispos e Bispos da Arquidiocese.

O Arcebispo sofreu um infarto no dia 17 de janeiro de 2003, enquanto trabalhava em seu gabinete, o falecimento de Dom Carlos, aconteceu no Hospital Santa Cruz, onde foi submetido no dia 31 de janeiro de 2003 a uma cirurgia para substituição das pontes safenas. Segundo o chefe da equipe médica da época Dr. Luiz Gonzaga, explicou em nota oficial: “o Arcebispo faleceu, após ter sido submetido à cirurgia de revascularização do miocárdio, vítima de complicações cardiorrespiratórias, como choque cardiogênico, cardiopatia isquêmica e infarto agudo do miocárdio”.

Dom Carlos era defensor da genuína fé. Ele nasceu em 30 de outubro de 1931, na cidade do Rio de Janeiro, filho de João Gimeno Navarro e Maria do Carmo Etchandy Navarro (ambos falecidos, bem como seu irmão mais velho Humberto). Cursou o antigo ginasial e científico (1º e 2º graus) no Colégio Militar, e frequentou a Academia Militar de Agulhas Negras (Resende) de 1951 a 1952. Neste período sentiu o chamado à vocação sacerdotal, principalmente através do contato com os escritos de Santa Teresinha do Menino Jesus (livro História de uma alma), e em 1953 ingressou no Seminário Arquidiocesano São José, do Rio de Janeiro.

Ele foi ordenado sacerdote em 29 de junho de 1959, e exerceu funções de professor, prefeito de Estudos e diretor espiritual no Seminário (1960 a 1966), assessor do Secretariado Nacional dos Seminários da CNBB (1964 a 1971), assessor do Secretariado Nacional das Vocações Sacerdotais (1970 a 1971), diretor da Divisão de Educação Religiosa da Secretaria de Educação do Estado da Guanabara (1967 a 1974), assessor-chefe da Secretaria de Educação e Cultura do Estado do Rio de Janeiro (1975) e coordenador arquidiocesano de Pastoral (1971 a 1975).

A 12 de dezembro de 1975, ele tornou-se Bispo, como Auxiliar do Rio de Janeiro (sendo então Arcebispo o Cardeal Dom Eugênio Sales), assumindo também funções de vice-secretário do Regional Leste 1 (Dioceses do Estado do Rio de Janeiro) e presidente da Comissão Regional do Clero do Leste 1.

Em 29 de agosto de 1981, Dom Carlos Alberto foi transferido pelo Papa João Paulo II para ser o Bispo titular da Diocese de Campos dos Goytacazes (RJ), que então passava por dificuldades pastorais por na época, que envolviam a não aceitação das reformas do Concílio Vaticano II. Com habilidade e zelo apostólico ímpares, Dom Carlos Alberto Navarro soube contornar esse problema, esclarecendo o povo e trazendo-o de volta à luz da correta doutrina católica. Seu esforço e trabalho incansável fizeram com que merecesse as mais que justas congratulações por parte do Papa; mas por tanto sofrimento, o então Bispo acabou sofrendo um infarto e teve que ser submetido à cirurgia para colocação de três pontes safenas, em 1982.

O Santo Padre João Paulo II transferiu-o para assumir como Arcebispo em Niterói, em 9 de maio de 1990, vindo a tomar posse em 2 de julho daquele ano. Desde que chegou à Arquidiocese de Niterói, Dom Carlos Alberto dedicou-se, incansavelmente, ao fortalecimento da vida pastoral, em todos os setores de atividade, recebendo o reconhecimento por parte de todo o povo católico, que via nele um pai na fé e um defensor intransigente da genuína doutrina católica.

Sempre fiel à doutrina da Igreja, Dom Carlos Alberto, com muita humildade conduzia as suas ovelhas para as quais sempre teve um olhar especial de Bom Pastor.  Isso fez com que sempre buscasse estar sempre bem próximo a elas em todos os momentos de seu ofício, seja nas Visitas Pastorais ou nos compromissos a cumprir, seja na Arquidiocese, onde passava o maior tempo de seu dia.  Para ele, a celebração de uma Santa Missa só acabava após os cumprimentos aos fiéis, na porta das Igrejas.

Dom Carlos também foi poeta e compositor de aproximadamente 160 músicas religiosas como: “Sobe a Jerusalém”, “És Maria”, “Quando seu Pai revelou”, “Procuro abrigo nos corações”, “Não sei se descobriste”, “Sou bom Pastor” e “Muito alegre eu Te pedi”, dentre outras. 

Em 1991, o primeiro Anuário da Arquidiocese de Niterói além de outras diversas edições que servem de subsídio para a Catequese, Catecumenato, Crisma e tantas outras pastorais.

No Centenário da Arquidiocese de Niterói em 1992, redimensionou, a partir do método: VER, JULGAR, AGIR, promovendo uma maior unidade à vida e missão da Igreja Particular, através do entusiasmo apostólico com que interagiam.

Durante o seu governo, foram ordenados 22 sacerdotes sendo 20 diocesanos e 2 religiosos, duas paróquias foram criadas a de Santana e Santa Rita de Cássia, em Armação dos Búzios (1997) e Santíssima Trindade, na Trindade, município de São Gonçalo (2001), além da Quase-Paróquia de São José Operário, em Jardim Catarina, em São Gonçalo (2002).

Sua fidelidade à Igreja levava-o a viver com grande intensidade os anos festivos promulgados pela Santa Sé, a exemplo de: “Ano do Espírito Santo”, “Ano de Deus Pai”; “Ano do Jubileu”; “Ano Santo”, entre tantos outros, aos quais, sempre grande concentração de fiéis afluía, vindo das diversas Paróquias e municípios da Arquidiocese.

Firme em sua direção voltada para a vontade da Igreja através do Espírito Santo na pessoa do Santo Papa, muitas eram as suas convocações, através de mensagens e mesmo circulares com chamados a: Oração pelas Vocações Sacerdotais e Religiosas (diariamente, pelos padres através de suas paróquias e comunidades religiosas); Adoração ao Santíssimo Sacramento e a reza do Terço (durante a Liturgia das Horas), na intenção do “Ano Santo” e da Santificação das Vocações Sacerdotais.

Difundiu a devoção aos Santos, a partir da vida de Santa Terezinha do Menino Jesus, São João Batista, etc. Dom Carlos Alberto buscou, intensamente, viver uma vida em “busca da união com o Santo Padre e a Igreja Universal”, no que buscava levar, também, o seu rebanho as suas ovelhas; o que bem se pode perceber através de seus escritos e circulares.  É na obediência à Igreja que, acatando ao pedido da Igreja, em janeiro de 1998, ele reunia, na sede da Arquidiocese, grande número de fiéis em formação para a “Pastoral da Sobriedade”, além da realização de um Encontro Ecumênico em abordagem do assunto.

Dom Carlos Alberto ainda exerceu os cargos de membro do Conselho Fiscal da CNBB, representante dos Bispos na Comissão Regional de Seminários, foi eleito pelos Bispos para acompanhar o Ensino Religioso no Estado do Rio de Janeiro (desde 1987), e também presidente do regional Leste 1 da CNBB em dois mandatos: de 1991 a 1993 e de 1993 a 1995.

Seu lema como Bispo foi “Pela graça e pelo apostolado” – Gratia et Apostolatu (Rom 15,1), e como Arcebispo era “Com Maria Mãe de Jesus” – Cum Maria Matre Jesu (At 1,14).

João Dias
Bases de informações: secretaria da Cúria/CNBB/Vaticano/Associação do Senhor Jesus

 

Já estão abertas as inscrições para a Crisma 2013 em nossa Paróquia Nossa Senhora do Amparo de Tanguá. Interessados, procurar a secretaria paroquial. Mais informações 27471220.

“Dá glória a Deus de bom coração e nada suprimas das primícias (do produto) de tuas mãos. Faze todas as tuas oferendas com um rosto alegre, consagra os dízimos com alegria. Dá ao Altíssimo conforme te foi dado por ele, dá de bom coração de acordo com o que tuas mãos ganharam, pois o Senhor retribui a dádiva, e recompensar-te-á tudo sete vezes mais”. (Eclesiástico 35,10-13)


20 de dezembro de 2012
 

Construção da Catedral Católica no Caminho Niemeyer é retomada

Publicado por: SECOM

02

Hoje dia 20 de dezembro, em reunião que terminou a pouco, o prefeito de Niterói Jorge Roberto Silveira e o Arcebispo de Niterói, Dom José Francisco Rezende Dias, anunciaram que será retomada oficialmente o projeto de construção da Nova Catedral Católica no Caminho Niemeyer situado no centro da cidade.

A obra acontecerá segundo o ultimo projeto revisado pelo arquiteto Oscar Niermeyer falecido recentemente. Na reunião foi informado que ainda não tem  prazo para o inicio das obras.

Segundo o Arcebispo, este projeto é muito importante para toda a Igreja e para a Cidade de Niterói, pois com a construção deste templo católico a presença evangelizadora fomentará e valorizará mais a fé e o turismo no município.  Dom José revelou ainda que a retomada será uma homenagem ao falecido Arcebispo Dom Carlos Alberto E. Navarro, idealizador do projeto e Oscar Niemeyer brilhante arquiteto.

Por João Dias/Padre Ricardo Mota

 

15 de dezembro de 2012

Arquidiocese de Niterói tem três novos diáconos transitórios

 
Publicado por: SECOM

DSC_7215

Arquidiocese de Niterói realizou na manhã do dia 15 de dezembro, a ordenação diaconal dos seminaristas Alessandro Renato da Silva (Alex), Angelo de Azevedo Souza e Júlio Cesar Silva e Silva. A celebração aconteceu na Paróquia Porciúncula de Sant’Ana, sob a presidência do Arcebispo Metropolitano de Niterói, Dom José Francisco. A Rádio Anunciadora transmitiu a ordenação na íntegra.

Os diáconos são exemplos de fidelidade a Cristo e de integridade moral. Aptos a receberem o primeiro sacramento da Ordem. A celebração foi presidida pelo Arcebispo, Dom Dom José Francisco, concelebrada pelo Arcebispo Emérito Dom Frei Alano Maria Pena, o vigário geral Padre Carmine Pascale e os vigários episcopais.

Na cerimônia estavam presentes sacerdotes, diáconos, religiosos, seminaristas, familiares, amigos e fiéis. Logo após a leitura do evangelho iniciou-se o rito do diaconato, com a apresentação dos candidatos.

O diaconato é um ministério por meio do qual, com a graça do primeiro grau do sacramento da Ordem, os escolhidos servem ao povo de Deus na Liturgia, na Palavra e na caridade, em comunhão com o Bispo e seu presbitério.

Durante a Homilia, Dom José ressaltou o diaconato como um serviço ao povo de Deus, principalmente aos mais necessitados.

Cabe aos Diáconos assistir ao Bispo e aos Padres na celebração dos divinos mistérios, sobretudo na Eucaristia; proclamar o Evangelho nas assembleias litúrgicas e pregá-lo, instruir e exortar o povo; presidir o culto e as orações dos fiéis; administrar solenemente o batismo; distribuir a comunhão; assistir e abençoar o matrimônio em nome da Igreja; administrar os sacramentais; presidir os funerais e consagrar-se aos diversos serviços da caridade. Aos diáconos é conferido o múnus da Igreja, que louva a Deus e interpela a Cristo, e por ele ao Pai, de modo que devem rezar a Liturgia das Horas em favor de todo o povo de Deus e de toda a humanidade.

Um momento de muita piedade ocorreu com a reza da ladainha, quando os ordenandos se deitaram à frente do altar em sinal de humildade e entrega, sob a intercessão dos santos e santas de Deus. Logo depois, o Arcebispo fez a imposição de mãos sobre cada um dos ordenandos, invocando a prece de ordenação (oração consecratória).

Logo em seguida, os diáconos receberam os paramentos (a estola e a dalmática) pelos pais. Assim que receberam, foram devidamente paramentados por um padre convidado e voltaram-se para o povo, que os acolheu com uma grandiosa salva de palmas. Houve ainda a entrega do livro dos Evangelhos e o abraço dos demais diáconos presentes. Ao final da cerimônia, os Diáconos fizeram os agradecimentos, ressaltando a estrutura, organização e a acolhida  oferecida pela Paróquia Porciúncula de Sat’Ana.

Dom José Francisco ao final da celebração anunciou que Alessandro Renato da Silva (Alex), irá atuar na Paróquia de São Pedro em São Pedro da Aldeia, Angelo de Azevedo Souza irá para a Paróquia Nossa Senhora de Fatima em Manilha e Júlio Cesar Silva e Silva irá atuar na Matriz de São Gonçalo do Amarante.

 

                                                                                                                                                                                                           Por João Dias
                                                                                                                                                                                                         Foto: Thiago Maia

 

 

 

Prorrogado prazo de inscrição para Festival na JMJRio 2013

 

jmj_2012

O prazo para as inscrições no Festival da Juventude foi prorrogado até o dia 25 de dezembro. Aqueles que querem mostrar seu talento na Jornada Mundial da Juventude Rio2013 podem se inscrever no Festival através do site oficial da Jornada www.rio2013.com.

Essa é a chance de cantores, músicos, atores, dançarinos e expositores mostrarem o seu trabalho para a juventude do mundo todo, nos diversos locais, espalhados pela cidade, onde se realizará o festival.

Diversas inscrições já foram feitas, seja de pessoas e grupos que vão participar pela primeira vez do Festival da Juventude, seja daqueles que já participaram em outras JMJs e querem viver novamente a experiência.

Para participar do Festival da Juventude, os grupos podem se inscrever nas categorias de Música, Artes Cênicas (teatro e dança) ou Exposição. Qualquer grupo pode participar, mesmo que não tenha se apresentado em outras JMJs. As inscrições estão sob a responsabilidade do Setor de Atos Religiosos e Culturais do Comitê Organizador Local (COL).

Na seleção, serão contemplados, como critérios principais, a coerência com o Magistério da Igreja e a qualidade técnica. Para apresentações musicais, serão aceitas as cristãs, em qualquer ritmo. As bandas, grupos e exposições irão se apresentar em diversos teatros da cidade e em palcos distribuídos pelos bairros. Os participantes dos grupos que forem aprovados para participar do Festival da Juventude não precisam ser peregrinos.

                                                                                                                                                                                Fonte: http://www.arqnit.org.br/

  

 

Bento XVI: Maria é bem-aventurada por sua fé firme em Deus

Bento XVI: Maria é bem-aventurada por sua fé firme em Deus

09/12/2012 14:38
Em suas palavras prévias à oração do Ângelus diante dos milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro, por ocasião da Solenidade da Imaculada Conceição, o Papa Bento XVI afirmou que a Virgem é “bem-aventurada” porque “acreditou, porque teve uma fé firme em Deus”. O Santo Padre assinalou...

 

Imagem de Nossa Senhora do Amparo, padroeira de Tanguá, é restaurada

restaução Tangua

No último domingo, 25 de novembro, a Matriz de Nossa Senhora do Amparo de Tanguá, recebeu a imagem de sua padroeira totalmente restaurada.

Com  a igreja completamente lotada de fiéis, a imagem foi apresentada à comunidade na Santa Missa  das 19h, solenidade de Cristo Rei do Universo.

A Missa foi celebrada por três sacerdotes: Padre Tonson, Padre Eldim e Padre Cristiano.

Na ocasião os fiéis conduziram a imagem ao interior da igreja em procissão. Logo em seguida aconteceu a coroação, consagração do fiéis a Nossa Senhora e uma grande queima de fogos.

A restauração da imagem era um sonho antigo do pároco, Padre Gilberto Bugnon, não esteve presente, devido a um momento de enfermidade.

Silvio Júnior

 

Papa explica como falar de Deus nos tempos atuais

Papa explica como falar de Deus nos tempos atuais

29/11/2012 00:28
  Quarta-feira, 28 de novembro de 2012, 15h04 André Luiz Da Redação Arquivo "É importante ajudar todos os membros da família a compreender que a fé não é um peso, mas uma fonte de alegria profunda", diz Bento XVI. A pergunta que ressoa em toda a Igreja nos...

Vigília e Missa de Encerramento da JMJ Rio2013 será em Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro

Vigília e Missa de Encerramento da JMJ Rio2013 será em Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeir

29/11/2012 09:07
  Vigília e Missa de Encerramento da JMJ Rio2013 será em Guaratiba, zona oeste do Rio de Janeiro    Fontes do Comitê Local Organizador (COL) da JMJ Rio 2013 informaram hoje que Guaratiba, na Zona Oeste, foi o local escolhido para receber a Vigília e a Missa de...

Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo de hoje...

Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo de hoje especialmente nas famílias

29/11/2012 09:13
      VATICANO, 28 Nov. 12 / 03:12 pm (ACI/EWTN Noticias).- Em sua catequese da audiência geral desta quarta-feira, 28, o Papa Bento XVI destacou a necessidade de falar de Deus em nosso tempo, para dar esperança ao mundo e às pessoas, especialmente no âmbito...